Tendinite é a vilã das doenças ocupacionais
07/02/2012 - Tendinite é a vilã das doenças ocupacionais. Patologia pode aparecer no trabalho ou lazer e tratamento pode levar meses.

Tendinite é a vilã das doenças ocupacionais

Tendinite

A vilã das doenças ocupacionais

Patologia pode aparecer no trabalho ou lazer e tratamento pode levar meses

Uso do mouse e teclado por horas na digitação de textos, movimentos repetitivos ao realizar uma tarefa e até mesmo tocar por muito tempo instrumentos, como guitarra, violão ou baixo. Estes são apenas alguns itens citados em meio aos inúmeros que causam lesões por esforço repetitivo – LER, como a tendinite. Tida como uma das doenças do século, se caracteriza pela inflamação de um tendão que surge usualmente através do excesso de repetições de um mesmo movimento.

De acordo com o médico especialista do Hospital Orthomed Center, Sérgio Queiróz, nem sempre a Tendinite é adquirida no local do trabalho, porém, com o uso acelerado de computadores, a patologia cresce entre a população e hoje é vista como uma das vilãs no que diz respeito a doença ocupacional. “Não podemos atribuir a tendinite somente a doenças relacionadas ou trabalho. O trabalho pode ser um fator determinante, mas não é o principal. A tendinite ataca pessoas que dispendem um tempo realizando uma mesma tarefa. Pode ser a trabalhou ou fora dele, seja por lazer ou hobby, como tocar instrumentos musicais”, explica Queiróz.

Contudo o médico explica que quando se trata de doença ocupacional, a tendinite ataca muitos trabalhadores de linha de montagem. “Por terem uma única tarefa ao longo da jornada diária de trabalho operários de fábricas são alvos fáceis dessa patologia assim como pessoas que utilizam com demasia o mouse e o teclado do computador”, explica o médico.

Números crescentes em consultórios

No caso da tendinite, nos últimos anos, a doença ganhou destaque entre estudiosos da área.  Consequência do aumento de casos que aparecem diariamente em consultórios e hospitais ortopédicos. As queixas são principalmente de pessoas que trabalham com computadores.  A causa parece ser principalmente o uso de determinadas articulações do corpo, por isso, está relacionada com certas profissões, como por exemplo, operadores de caixa registradora, trabalhadores de linha de montagem, costureiras e outras.

Quais são os sintomas?


Os sintomas são dor local ou irradiada, edema (inchaço) discreto e às vezes, quando grave, pode acontecer crepitação, que é um rangido no local inflamado. “Isso acontece porque estas pessoas acabam passando horas fazendo o mesmo movimento com as mãos ou braços o que acaba provocando inflamações”, declara o médico.

O tratamento da tendinite pode não ser nada fácil. Geralmente dura em torno de cinco a sete dias, mas existem casos que podem demorar meses. “O uso de medicação anti-inflamatória é recomendado para o tratamento, além de gelo no local e fisioterapia.

Como evitar

Os profissionais das áreas citadas no texto e também quem se identificou com a situação não precisam se descabelar. Sim, a tendinite pode ser evitada. A melhor maneira de espantar as dores causadas pela doença é a prática de atividades físicas regulares, aliadas a boa ergonomia e descanso. “Durante o expediente é muito importante o profissional fazer alongamentos em intervalos regulares, a cada 50 minutos trabalhados é recomendado 10 minutos de descanso e alongamento”, finaliza o Dr. Sérgio.


Toque Feminino
redacao@toquefeminino.com.br